Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




CASO GLEYDSON CARVALHO: POLÍCIA CIVIL DE CAMOCIM PRENDE MAIS UM ENVOLVIDO NO CRIME DO RADIALISTA

Postado: 9/08/2017 - Categoria: Notícias - Comentários: 0 comentáio - 1.185 views

Download PDF

IMG-20170809-WA0048

 

 

Passados dois anos da execução do radialista Gleydson Carvalho, a Polícia Civil de Camocim prendeu mais um indivíduo que teria envolvimento com o crime, trata-se de Valdir Arruda Lopes, que foi preso durante a tarde de terça-feira, 08, no distrito de Parazinho, Granja.

 

Participação

 

De acordo com informações repassadas aos blogs  pelo Dr. Herbert Ponte e Silva, titular da DRPC de Camocim, Valdir teria dado total apoio quanto ao aparato logístico aos pistoleiros executores do crime e por isso pediu o mandado de prisão, sendo que já se encontra recolhido à cadeia pública de Camocim.

 

O crime

 

Gleydson Carvalho foi brutalmente assassinado no dia 06 de agosto de 2015. Relembre AQUI. O crime teve uma repercussão em todo país e chegou também a vários países, inclusive na ONU.

 

Conforme apuraram as investigações do caso, o radialista fazia denúncias contra a administração da prefeitura de Martinópolede (que tinha na época como prefeito James Bell) e seus tioso teriam encomendado o assassinato do radialista.  Devido as denúncias, a vítima vinha sofrendo ameaças de morte, no entanto, não se intimidou e continuou o trabalho.

 

Exatamente no dia 06 de agosto de 2015, dois pistoleiros invadiram os estúdios da rádio Liberdade FM e mataram o radialista com tiros a queima roupa. Inutilmente o radialista ainda chegou a ser socorrido para o HDMA mais morreu ainda no itinerário.

 

Nos dias que se sucederam várias operações conjuntas entre a Polícia Militar e alguns dos envolvidos acabaram sendo presos. Já os tios do prefeito (mandantes do crime), continuam foragido.

 

Camocim Policia 24hs



Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!