Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




“É hora de unir o Brasil”, diz Camilo após reunião com Fernando Haddad

Postado: 9/10/2018 - Categoria: Notícias - Comentários: 0 comentáio - 106 views

Download PDF

O candidato à Presidência recebeu governadores reeleitos do Nordeste para traçar estratégias para a disputa contra Jair Bolsonaro

O governador Camilo Santana (PT), reeleito em primeiro turno, se reuniu, nesta terça-feira, em São Paulo, com o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad. O encontro foi para definir uma estratégia no segundo turno da corrida à Presidência, e ocorreu na presença dos governadores eleitos Wellington Dias (PT), do Piauí, Rui Costa (PT), da Bahia e Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão.

 

“É hora de unir o Brasil, com muito diálogo e respeito. Jamais com discurso de ódio e preconceito. O que está em jogo é a retomada do crescimento, das conquistas sociais e, essencialmente, do fortalecimento da democracia”, escreveu Camilo no Facebook.

 

A reunião ampliada da Executiva Nacional petista, realizada em um hotel em São Paulo, foi presidida pela senadora e presidente da sigla, Gleisi Hoffmann, e transmitida ao vivo pelas redes sociais. Em sua página no Facebook, Haddad agradeceu o apoio e demonstrou confiança.  “Uma honra poder contar com vocês! Vamos juntos ganhar essa eleição!”, escreveu.

 

Questionado sobre a estratégia para vencer o segundo turno, Haddad fez jogo duro e recorreu a uma metáfora “de embate”, como ele mesmo classificou. “Não se antecipa estratégia. Imagine se você entrevista o Muhammad Ali no quinto assalto e pergunta o que ele vai fazer no sexto. Ele não vai te dizer”, disse sem se deixar levar pelo tom de humor.

 

“Nós vamos manter a linha propositiva. Mas obviamente faremos o que se faz em qualquer debate. Mostrar inconsistência, incoerência, falta de proposta (do candidato do PSL, Jair Bolsonaro). O que a gente tem dito é que nossa única arma é o argumento”, reforçou.

 

Dividido

 

Reeleito com 79,96% dos votos válidos, Camilo Santana se dividiu, no primeiro turno, entre o apoio ao companheiro de legenda e Ciro Gomes (PDT), principal liderança do grupo político ligado a Camilo no Ceará. O governador reeleito chegou a participar do último ato de campanha de Ciro, uma carreata na capital cearense. Nesta quarta-feira, Fernando Haddad deve se reunir com lideranças de demais partidos que podem anunciar apoio.

 

DN



Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!