Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




Regiões de Ubajara são evacuadas por risco de rompimento da barragem de açude Granjeiro

Postado: 17/03/2019 - Categoria: Chuva - Comentários: 0 comentáio - 410 views

Download PDF


 

Após a barragem do açude Granjeiro ser submetida a avaliações da Defesa Civil, áreas rurais do entorno da barragem no município de Ubajara começaram a ser evacuadas na noite deste sábado (16). Segundo o prefeito da cidade, Renê Vasconcelos, as 513 famílias que habitam o local já começaram a se deslocar para as casas de parentes. Idosos e pessoas com dificuldade de locomoção serão encaminhadas ao Santuário da Mãe Rainha, situado no bairro São Sebastião, numa área afastada da barragem.

 

Por orientação da Agência Nacional de Águas (ANA), a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Corpo de Bombeiros (Cedec/CBMCE) está atuando na evacuação de famílias que moram ao longo do leito do rio Jaburu, na serra da Ibiapaba, juntamente com a Prefeitura Municipal de Ubajara e com órgãos municipais de Defesa Civil, informou o tenente Romário, do Corpo de Bombeiros.

 

A medida é de caráter preventivo e se justifica pela etapa atual das obras de abertura de um novo sangradouro para o açude Granjeiro, localizado entre Ubajara e Ibiapina. De acordo com o prefeito de Ubajara, Rene Vasconcelos, as obras contam com o apoio dos municípios de Tianguá e Ibiapina, que disponibilizarão equipamentos para auxiliar o processo. A previsão é de que o novo sangradouro seja concluído entre segunda (18) e terça-feira (19).

 

“Neste momento, está sendo feita uma redução controlada do nível do açude, que se encontra bastante elevado. Por precaução, as comunidades ribeirinhas estão sendo realocadas temporariamente, até o fim desta etapa do processo”, explica o tenente.

 

Comunicado oficial

 

Em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, o prefeito da cidade, Rene Vasconcelos informou que o Santuário possui infraestrutura básica de atendimento para receber as famílias. “Está chovendo nas cabeceiras do rio, e temos a necessidade de fazer a remoção das pessoas que estão à jusante do rio. O risco de rompimento é minimo, mas existe, e não podemos trabalhar com nenhuma possibilidade de risco, por isso estamos fazendo esse trabalho que é altamente preventivo”.

 

Réguas foram instaladas para monitorar o nível da água contida na barragem, segundo o prefeito, e uma equipe deverá passar a noite em cima da barragem para realizar o monitoramento.

 

Ainda segundo o gestor, foram mobilizados policiais para fazer a segurança das casas e garantir que os moradores das regiões evacuadas tenham seus pertences protegidos. Renê informou, ainda, que os municípios de Ibiapina e Tianguá, que ficam próximos de Ubajara, disponibilizaram equipes de segurança, ambulâncias e transporte para ajudar a operação.

 

Diário do Nordeste



Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!