Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




Cid Gomes diz que venda da Embraer é crime de lesa-pátria e propõe audiência pública para discutir questão

Postado: 31/10/2019 - Categoria: Notícias - Comentários: 0 comentáio - 107 views

Download PDF

 

 

O senador Cid Gomes apresentou requerimento nesta quarta-feira (30/10) pedindo a realização de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado para debater a entrega da Embraer à norte-americana Boeing. Para o Senador, esse é um crime de lesa-pátria cometido e a população precisa tomar conhecimento do que está por trás dessa transação.

 

Cid fez pronunciamento na tribuna do Senado para tratar da questão e alertou que a Embraer não será somente vendida, mas fechada. “A negociação da Embraer com a Boeing foi anunciada como uma joint-venture, mas não é. Na verdade é a venda da divisão de aviação comercial da Embraer para a Boeing, o que inviabilizará a Embraer como empresa também de defesa e aviação de jatos executivos”, explicou, lembrando que a transação comercial já está inclusive sendo alvo de investigação pela União Europeia

 

Outro ponto destacado pelo Senador foi a situação difícil pela qual passa a Boeing, depois que a principal aposta da companhia, o avião 737 Max8, passou por dois graves acidentes aéreos, matando 346 pessoas. “As investigações levaram à conclusão de falha técnica do projeto da Boeing, que teria fraudado os processos de segurança necessários para certificação”, afirmou Cid. Os aviões estão sem voar em todo o mundo e a Agência Federal de Aviação dos EUA (FAA) está investigando os acidentes

 

O mais grave, completou o Senador, é que o secretário de aviação do Governo Bolsonaro, Ronei Glanzmann, anunciou em entrevista recente que vai autorizar que os aviões 737 Max 8 voltem a voar no Brasil. ”Isso se daria sem a liberação da própria FAA que continua testando a aeronave. São as nossas vidas e de nossos compatriotas que ele colocará em risco”, alertou.

 

Ceara Agora



Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!