Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




PM mata quatro integrantes da Quadrilha dos Pipocas em Tocantins

Postado: 2/11/2019 - Categoria: Notícias - Comentários: 0 comentáio - 196 views

Download PDF

 

 

Quadrilha, que atuava em Quixadá e havia se transferido para a região Norte, era procurada por assaltos a carros-fortesPor 

 

ntegrantes da Polícia Militar de Tocantins perseguiram e mataram quatro membros da “Quadrilha dos Pipocas”. A organização criminosa, formada por cearenses de Quixadá e que ficou conhecida por assaltar carros-fortes e por matar policiais, havia fugido para a região Norte do Brasil. Nesta sexta-feira, 1º/11, depois de um confronto e após matar o sargento Américo Gama, 53, foram mortos os criminosos Elineudo Oliveira da Silva (Neudo Pipoca), Paulo Sérgio de Oliveira (Paulo Pipoca) e Ângelo Márcio Rodrigues (Marcio Pipoca) e um quarto assaltante não identificado.

 

Segundo O POVO apurou, a quadrilha arrombou um cofre do Bradesco em um município da região Norte do estado na manhã desta sexta-feira, 1º/11. Acionada, a PM iniciou o cerco e a perseguição. Em um dos confrontos, o sargento Américo Gama foi morto.

 

De acordo com o site T1 Notícias, de Tocantins, os assaltantes foram mortos depois de dois enfrentamentos em lugares diferentes. O primeiro ocorreu entre os municípios de Goianorte e Araguacema, na última quinta-feira. E, nesta sexta-feira, na região de Pequizeiro. Segundo informações da Polícia Militar, os corpos foram transportados para o Instituto Médico Legal de Palmas.

 

Em 2015, parte da quadrilha dos Pipocas foi presa em Quixadá e Russas. Na época, a PM cercou Neudo Pipoca, Paulo Sérgio de Oliveira, Antônio Ricardo Germano de Lima, o Ricardo da Vila Rica, Ângelo Márcio Rodrigues e Raimundo Nonato Rodrigues da Silva, o Raimundo da Vertente. Com eles foram apreendidos três fuzis AK-47, dois fuzis calibre 556, uma espingarda calibre 28, três pistolas ponto 40, 17 carregadores de fuzil, cinco carregadores de pistola, 473 munições intactas de diversos calibres, bala-clava e cerca de 20 quilos de dinamite.

 

O povo



Comentários

0 Comentários

Deixe o seu comentário!