NotíciasSeca

Alto nível de poluição já atinge 48 reservatórios

Powered by Rock Convert

imageFortaleza. Quarenta e oito açudes, dos153 monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) apresentam os índices bastante elevados de poluição, caracterizada pelo nível de eutroficação, ou seja, o aumento excessivo de nutrientes na água, especialmente fosfato e nitrato, o que provoca crescimento exagerado de certos organismos, comumente algas. Além do carreamento de esgotos e dejetos, a queda das reservas hídricas, em virtude da escassez de chuva contribui para que o problema ficasse mais evidente e preocupante, sem a diluição pela água da chuva ou a renovação, no caso de sangramento dos reservatórios.

 

Os dados expostos no Portal Hidrológico são se agosto de 2015. Os açudes estão classificados em quatro categorias: oligotrófica (nível baixo, com reduzido prejuízo aos usos múltiplos), mesotrófica (nível médio com prejuízo variável), eutrófica (nível alto, com alto prejuízo) e hipereutrófica (nível bastante alto, com prejuízo correspondente). Apenas o Açude Várzea da Volta, na Bacia do Coreaú, foi classificado como oligotrófico. Cinco reservatórios – Gangorra (Bacia do Coreaú), Santo Antônio (Médio Jaguaribe), Muquêm e Mamoeiro (Alto Jaguaribe), e Prazeres (Salgado) – ficaram na categoria mesotrófica. No geral, são 50 eutróficos e 48 hipereutróficos.

 

Informações DN

 

About Author

Comment here