Altos e baixos pela direita

admin
admin

Lateral Rafinha, que foi titular no Leão durante a temporada passada, agora tem ficado de fora do time titular de Vica

Assumir a posição de titular numa equipe de massa como o Fortaleza é sempre uma tarefa difícil para qualquer jogador. E ainda mais manter-se como titular durante todo o ano, salvo ausências por lesão ou por decisão de poupar alguém do elenco.

Assumir a posição de titular numa equipe de massa como o Fortaleza é sempre uma tarefa difícil para qualquer jogador. E ainda mais manter-se como titular durante todo o ano, salvo ausências por lesão ou por decisão de poupar alguém do elenco.

Rafinha voltou das férias e já encontrou concorrência forte Foto: Waleska Santiago

Essa realidade acima viveu o lateral-direito Rafinha, do Fortaleza. Em 2012, de 52 partidas disputadas pelo Leão, Rafinha participou de 46 delas, sempre mantendo uma regularidade. Foi o atleta que mais atuou no ano com a camisa tricolor.

No primeiro semestre, ele ficou de fora apenas de três partidas, contra Ferroviário, Crateús, ambas pelo Campeonato Cearense e diante do Grêmio, pela Copa do Brasil. Já no segundo semestre, suas ausências foram contra Santa Cruz, Icasa e Guarany de Sobral, as três pela Série C do Brasileiro.

Suplentes

Só que a titularidade de Rafinha durante o ano que passou parece questionada no momento, visto que o técnico Vica já orientou um treino tático e ontem fez o primeiro coletivo da semana e, em ambos, deixou Rafinha na equipe supostamente suplente.

O treinador do Fortaleza havia dito, em sua primeira entrevista coletiva do ano, que lançaria, ontem, o time mais provável para ser o titular nos primeiros jogos da Copa do Nordeste. E no ensaio com bola, o titular da lateral-direita foi Luiz Felipe.

A equipe considerada titular foi a seguinte: João Carlos; Luiz Felipe, Ciro Sena, Gabriel e Guto; Jackson, Everton, Carlos Magno e Alex Maranhão; Vinícius e Leandro. Esse time perdeu para os suplentes por 1 a 0, gol marcado por Assisinho.

Rafinha minimizou o problema, informando que houve uma conversa do técnico Vica com os jogadores sobre titulares e reservas. “Ele passou para nós que não existem nem titulares nem reservas. Talvez até a escalação do amistoso que iremos fazer neste sábado ainda não seja a mesma para a Copa do Nordeste”, explicou o jogador.
Mesmo assim, o lateral-direito se mostrou motivado para as competições deste ano, afirmando que o empenho será maior na tentativa de acesso do time para a Série B do Brasileiro. “É questão de honra para nós”, disse.
Retorno
O goleiro Erivélton, que esteve emprestado ao Quixadá no decorrer da Segunda Divisão, retornou e foi agregado aos profissionais para a temporada de 2013.
Ivan Bezerra
Repórter

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.