NotíciasPolítica

Dilma se reúne com Ciro para debater estratégias contra impeachment no Alvorada

Powered by Rock Convert

2a912256c6be4cd71fa1-foto

2a912256c6be4cd71fa1-foto

A presidente Dilma Rousseff (PT), convidou, nesta quinta-feira (10), o ex-ministro da Integração Nacional Ciro Gomes (PDT) ao Palácio da Alvorada para debater estratégias contra o processo impeachment durante um jantar. A informação foi dada pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao G1.

 

“A presidenta chamou o Ciro ao Alvorada para eles analisarem a atual conjuntura política e econômica. Além disso, para reforçar também o projeto de defesa do mandato dela”, disse Lupi.

 

Ciro Gomes já se posicionou contrariamente ao processo aberto por Cunha na última semana ao afirmar que o impeachment é “um remédio grave e absolutamente excepcional”. Além disso, no sábado (5), durante evento em Belo Horizonte (MG), acusou o vice-presidente Michel Temer (PMDB) de ser o “capitão do golpe” contra Dilma.

 

Os irmãos Ciro e Cid Gomes já se manifestaram a favor da permanência de Dilma na presidência. Ciro afirmou que o vice-presidente Michel Temer (PMDB) é “capitão do golpe” contra a petista e que o impeachment é “um remédio grave e absolutamente excepcional”.

 

Enquanto o ex-governador disse que o governo está “ruim”, porém o PMDB “é muito pior’ e ainda foi além: “(Michel Temer) É o presidente do partido que é de fato o símbolo do achaque nacional. Então, você vai entregar de fato o ouro ao bandido. O PMDB fica achacando a Dilma o tempo todo, chantageando, pressionando e tal. Na hora que entregar de bandeja pro PMDB, aí pronto, aí dê adeus que os caras vã fazer do País uma grande negociata”.

 

Apoio do PDT

 

Um dia após o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) dar início ao processo de impeachment de Dilma, Lupi já havia dito que o peemedebista não tinha legitimidade por estar sendo investigado no Supremo Tribunal Federal por envolvimento no esquema de corrupção revelado na Operação lava Jato. Lupi ainda garantiu que a presidente pode “contar com o PDT”. afirmou que a petista pode “contar com o PDT”.

 

Este apoio pode ser de extrema importância para a presidente não só pelos votos contra o impeachment, mas para a derrocada do próprio Cunha. O novo relator que analisa a abertura de investigações por falta de decoro parlamentar contra o presidente no Conselho de Ética da Câmara é o deputado marcos Rogério (PDT), que já garantiu que fará relatório para dar sequência às investigações contra o peemedebista visando à cassação.

 

Informações Ceará News

 

 

About Author

Comment here