GranjaNotícias

Em Granja CE. o povo não aguenta mais

Powered by Rock Convert

No conjunto Habitacional Portelinha, reside 100 famílias a mais de cinco anos e pagam taxa de iluminação pública de até R$ 28,93 centavos. E não há se quer luminárias nos postes.

Não há presença de agente de Saúde e as fossas estão estouradas e jorrando a céu aberto, mato e lixo por todos os lados. Tudo isso acontece há 200 metros da casa do prefeito Esmerino Arruda.

                                         veja vídeo e fotos

 

About Author

Comments (3)

  1. No dia 04 de outubro de 2011 o vereador Francisco Ézio da Silva apresentou requerimento juntamente com um abaix0-assinado dos moradores e ainda anexo contendo fotos da área para o Prefeito Esmerino Arruda.
    Até agora o prefeito não tomou providências. Diante dos fatos, os vereadores da oposição acionaram o Ministério Público e este acatou as deuncias, mas mesmo assim nada foi feito por parte do Executivo granjense.

  2. No dia 04 de outubro de 2011 o vereador Francisco Ézio da Silva apresentou requerimento juntamente com um abaixo-assinado dos moradores e ainda anexo contendo fotos da área para o Prefeito Esmerino Arruda.
    Até agora o prefeito não tomou providências. Diante dos fatos, os vereadores da oposição acionaram o Ministério Público e este acatou as deuncias, mas mesmo assim nada foi feito por parte do Executivo granjense.

  3. Edinardo Magalhães

    Os vereadores da oposição estiveram no conj. habitacional da Portelinha em maio de 2011 e reivindicaram as 14 luminárias para os postes e o calçamento para aquela comunidade. Ah!o calçamento foi feito nas duas pontas da rua que não tinha. O valor do custo das obras foi orçado em R$ 477.964,34 pela construtora Juaçaba Construções Locações e Serviços LTDA. Plano de trabalho Nº0313112-62/TRN 002/ 2011 Recursos: Ministério das Cidades / CEF / PMG. Em caso de dúvidas existe uma placa de serviços no local.
    Ah! Como podemos ver nas fotos o calçamento feito ficou com o nível de declive mais alto, aumentando o acúmulo de água e consequentemente o sofrimento daquela gente que reside ou passa por lá.

Comment here