Estado aciona Betinha, Betão e Jaime Veras: ou pagam o Consórcio, ou se retiram!

Impacto
Impacto

O Estado acionou os prefeitos de Camocim, Elisabete Magalhães, de Barroquinha, Jaime Veras e de Martinópole, Betão não assinaram o contrato de rateio com o consórcio público de saúde de Camocim, inviabilizando o repasse de recursos financeiros dos seus municípios para o equipamento regional de saúde. Ou eles pagam o rateio, ou retiram os respectivos municípios do Consórcio! 

O estado está convocando uma Assembleia do Consórcio, em que exigira que Betinha, Betão e Jaime Veras paguem o que devem ao equipamento de saúde e assinem o contrato, caso contrário, os municípios deverão se retirar, evitando que o atendimento dos municípios que estão em dias com seus compromissos não possam ser prejudicados.

O Consórcio

O Consórcio, que gerencia o Centro de Especialidades Odontológicas Regional — CEO  e a Policlínica, necessita dos recursos financeiros para garantir a compra de insumos, medicamentos e pagamentos dos servidores. A não assinatura dos contratos de rateio podem ocasionar a inadimplência do Consórcio e a suspensão das atividades de saúde ofertadas para os municípios, prejudicando a  população.

O fato demonstra que os prefeitos não têm compromisso nem preocupação de garantir a assistência à saúde da população de seus municípios e  nem da região.

Gestão

A atual gestão do Consórcio de Camocim é do Prefeito de Chaval, Sebastião Sotero e da Prefeita de Granja, Juliana Aldigueri, cujos municípios assinaram o Contrato, garantindo os devidos repasse e a continuidade dos serviços para suas respectivas populações.

Carlos Jardel

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.