Geddel pede demissão do cargo após denúncias do ex-ministro Marcelo Calero à PF comprometendo Temer

Impacto
Impacto

situacao-de-geddel-e-insustentavel-e-demissao-e-necessaria-para-escantar-crise-politica

 

 

Na manhã de hoje, Geddel pediu para deixar o cargo e Temer teria aceito

 

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, enviou por e-mail, na manhã desta sexta-feira (25), uma carta de demissão ao presidente da República, Michel Temer (PMDB). De acordo com a assessoria do Palácio do Planalto, Temer aceitou o pedido de demissão.

 
Geddel é acusado de pressionar o ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, para liberar uma obra de construção de um edifício em área de preservação histórica, em Salvador, onde ele seria o dono de um luxuoso apartamento. A obra havia sido embargada pelo IPhan, órgão ligado ao Ministério da Cultura. O ex-titular da Cultura prestou depoimento à Polícia Federal e alegou que Temer também o teria pressionado para ajudar Geddel.

 
A Procuradoria Geral da República (PGR) deve pedir a abertura de invertigação para apurar se Geddel praticou o crime de tráfico de Influência ao pressionar Carelo. Para a Polícia Federal, o agora ex-ministro da Secretaria do Governo deve ser investigado, mas a palavra final sobre uma possível abertura de inquérito cabe à PGR.

 

Veja o pedido de Geddel ao Presidente Temer:

 

Carta de demissão de Geddel

 

Por Layanna Vasconcelos

 

Informações  O Globo 

 

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.