IMPUGNAÇÃO DO MP CONTRA EUVALDETE GERA DEBANDADA DE ALIADOS EM CAMOCIM

Impacto
Impacto

anigifAlém da discordância inicial em relação ao candidato a vice, Régis da Ipu, cuja pressão forçou sua troca, parece que os aliados começam a rejeitar também o nome de Euvaldete Ferro como candidata à prefeita de Camocim. O motivo principal, ao que tudo indica, seria o envolvimento de seu nome em irregularidades praticadas durante sua gestão à frente da Secretaria de Ação Social, fato que motivou sua inclusão na relação de “fichas sujas” encaminhada ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE).

 

Além disso, muitos não concordam com a transformação do grupo político em oligarquia. Uma prova disso é que muitos dos candidatos a vereador, por exemplo, são parentes em primeiro grau de Chico Vaulino, também ficha suja, que por sua vez é esposo de Euvaldete.

 

Pra completar, a candidatura de Euvaldete, assim como a de sua nora, Iracema Gonçalves, são as únicas que estão aguardando o julgamento de uma ação de impugnação protocolada pelo próprio Ministério Público Eleitoral (MPE). O medo de ter o registro rejeitado é tamanho, que até hoje a coligação não mandou confeccionar adesivos com o nome da candidata.

 

Até mesmo um adesivaço foi cancelado, o que acabou pegando mal em termos de marketing. Os poucos cartazes e adesivos existentes foram feitos pelos candidatos a vereador. Por conta desse conjunto de fatores, aliados históricos, de peso, decidiram aderir à campanha de Monica Aguiar (PDT), atual prefeita, que disputa a reeleição. Como se não bastasse, segundo fontes do blog, a debandada ainda está longe de acabar.

 

Informações Camocim Online

 

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.