Já são 105 mil trabalhadores domésticos com FGTS

admin
admin

Segundo a Caixa Econômica Federal, cerca de 105 mil trabalhadores domésticos já são beneficiados com os depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Com a Emenda Constitucional nr. 72, que entrou em vigor no último dia 3, o recolhimento do FGTS passou a ser direito destes trabalhadores.  Contudo, nem todas as regras da emenda passam a valer imediatamente, como é o caso do recolhimento do FGTS, que precisa ser normatizado pelo governo. A Caixa ainda não tem estimativa de quanto será a arrecadação após a regulamentação, mas diz estar preparada para o aumento no número de contas do FGTS.  Enquanto a normatização não é feita, os depósitos são facultativos. De acordo com a Caixa, os recolhimentos do FGTS para trabalhadores domésticos totalizam, mensalmente, cerca de R$ 8,3 milhões. Em 2012, o valor chegou a R$ 96 milhões.

Cadastro   O empregador deve, inicialmente, fazer o registro no Cadastro Específico do Instituto Nacional do Seguro Social (CEI) na categoria especial de empregador doméstico. A matrícula CEI também pode ser feita pela internet, no sitewww.prefidenciasocial.gov.br. Por enquanto o banco disponibiliza as alternativas de pagamento do FGTS por via eletrônica ou em papel.  Para efetuar o recolhimento do FGTS, o trabalhador preenche e assinar a Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (Gfip), em papel, disponível nas papelarias ou no site da Caixa. Depois, o empregador deve fazer o recolhimento em uma agência da Caixa ou da rede bancária conveniada, até o dia 7 do mês seguinte.  Outra opção que o empregador doméstico pode optar é o de preencher e transmitir o arquivo no Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social, por meio do Conectividade Social.  A Caixa orienta ainda que o trabalhador doméstico é identificado no sistema do FGTS pelo número de inscrição no PIS-Pasep ou pelo Número de Identificação do Trabalhador (NIT) no INSS e, também, pela Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). O recolhimento do FGTS corresponde ao valor de 8% do salário mensal do empregado. De acordo com o Diário Oficial, será criado uma comissão do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para elaborar propostas e normatizar os pontos pendentes entre os direitos estendidos aos empregados domésticos. O grupo terá 90 dias para apresentar as propostas sobre os diversos temas. Segundo o ministério, serão debatidos a proteção do trabalhador doméstico contra a demissão arbitrária ou sem justa causa, o seguro-desemprego, o FGTS, as horas extras e o trabalho noturno.

Com informações da Agência Brasil. 

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.