Notícias

Jovens criam personagens para espalhar humor cearense no Facebook

Powered by Rock Convert

É incrível a capacidade de o humor nas redes sociais se reinventar. Depois de webhits como a “Gina Indelicada” ou “Willy Wonka Irônico“, essa é uma das conclusões que podemos tirar quando vemos páginas como a do “Suricate Seboso” ou do “Preá Mufino” viralizando no Facebookmontagens, a exemplo de alguns memes americanos, mas com o diferencial de trazer expressões e frases bem regionais. A criação delas ocorreu há menos de um mês, quando dois jovens cearenses – e entediados – começaram a pensar em animais que servissem de personagens para compor a ideia.

>> FOTOGALERIA: Veja os melhores posts do Suricate Seboso e do Preá Mufino

Diego Jovino, 26 anos, trabalha em uma loja de informática e escolheu imagens do suricate, nativo do deserto do Kalahari (África do Sul) para batizá-lo como o “novo mamífero da família nordestina”, como explica a descrição da página. “Procurei o preá e o tejo, mas eles não tinham tantas opções de fotos diferentes como o suricate. O seboso é porque falamos muito isso aqui no Ceará”, explica. Depois de escolher o personagem, ele começou a fazer montagens do bicho no photoshop e compartilhou expressões que raramente costumava ver nas redes sociais: “Já tinha visto algumas gírias baianas e do Sul sendo compartilhadas, senti falta de uma coisa cearense”.
Diego tirou da memória as cem primeiras postagens, que incluíram refrãos dos chamados “forró das antigas” e expressões infantis da época em que estudava como: Ô tia… pode repetir a merenda?. “Passei um tempo sem mexer na página, mas o pessoal foi compartilhando e curtindo. Quando chegou em 1.000 curtições, só aumentou”, relata. Na manhã desta sexta-feira, 4, a fanpage acumula mais de 72.000 curtições dos “sebosos” – apelido carinhoso que Davi chama os fãs da animal. “Fiquei assustado com a repercussão. Começou com uma brincadeira pegando algumas gírias do meu bairro [Parque Água Fria] e, hoje, muita gente vem elogiar e dá sugestões de postagens”, revela o jovem que também é responsável pela página “Banca do Anime”.

 

Diego Jovino, 26; e Alexandre Lima, 18; criadores do Suricate Seboso e do “Preá Mufino”, respectivamente. Foto: Arquivo Pessoal

 Mofino e gaiato

Diferente de Diego, único moderador do “Suricate Seboso”, outra página que tem se destacado é a do “Preá Mufino”, ideia de um grupo de amigos na madrugada de Natal. Alexandre Lima, 18 anos, um dos criadores da página, revelou ter escolhido um bicho nativo do interior de sua família – Capistrano – a 110km de Fortaleza. “Sabia que tinha muitas páginas com animais, aí pensei: ‘vou criar uma aqui para ver no que vai dá’. Escolhi o mofino porque é uma expressão que o povo chama quando vai dizer que o outro está triste. Era uma brincadeira, mas ficou surreal quando ultrapassamos os 10.000 likes”, conta. Hoje, o “Preá Mufino” tem mais de 17.000 fãs e faz campanha para chegar aos 25.000.
Alexandre vê na sua criação a oportunidade de levar o humor regional do passado para outras partes do Brasil e para as novas gerações. “Algumas crianças de hoje não entendem nossas postagens. Vejo de uma forma muito bacana o alcance dos posts, pois podemos levar essas tradições não só para as crianças, mas também para todo o canto do Brasil”, afirma. Ele e os outros dois moderadores ainda não pensaram seriamente em ampliar o negócio em torno da página, mas já cogitaram produzir camisas do personagem. “Quem quiser mandar sugestões, fique à vontade”, avisa.

 

Reprodução/ Facebook

 Diego e Alexandre não demonstram nenhuma rivalidade entre o “suricate” e o “preá”. A parceria é tanta que eles, inclusive, mantêm contato e ajudam na divulgação dos posts um do outro. Antes enfadados, hoje, os dois jovens arrancam risos de muita gente que procura sair do tédio na internet. Segundo Diego, a mensagem de agradecimento do suricate para todos os sebosos que compartilham as postagens é: “Valeu, negada!”.

eliasbruno@opovo.com.br

About Author

Comment here