“Lula será candidato, esteja condenado ou não, preso ou não”, diz presidente estadual do PT

Impacto
Impacto
BANABUIÚ-CE, 30-08-2017: chegada da caravana de Lula ao Ceará. (Foto: Fabio Lima/O POVO)

 

 

Independentemente do parecer dos três desembargadores da 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Lula (PT) será candidato a presidência do Brasil em outubro deste ano, disse Francisco de Assis, presidente do PT no Ceará. Em entrevista ao O POVO Online, ele disse que, os juízes condenando ou não, a chapa petista será liderada pelo colega de partido.

 

“Estamos convictos de que ele (Lula) será candidato. E será, esteja condenado ou não, preso ou não”, disse Assis. No próximo dia 24 de janeiro haverá o julgamento do caso do triplex do Guarujá, em São Paulo. Os magistrados irão decidir a validade do recurso apresentado pelo petista contra a condenação em primeira instância a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

 

Ainda que seja condenado por Victor Laus, João Pedro Gebran Neto e Leandro Pausen, a prisão do ex-presidente pode não ser pedida pelo trio de desembargadores. Se for, ele só poderá ser encarcerado quando todos os recursos forem julgados.

 

Lula também poderá ser candidato mesmo com parecer o responsabilizando pelos crimes. Para ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e impedido de sair candidato, ele precisaria ser condenado em todas as instâncias pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Enquanto o processo tramita, ele pode promover a própria chapa livremente.

 

Apoio

 

Em Fortaleza, representantes de movimentos sociais devem decidir nesta quinta-feira, 4, o cronograma de mobilizações para o dia do julgamento. Pela Cidade, cartazes foram colados em muros com mensagens de apoio ao ex-chefe do Executivo nacional.

 

O Povo

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.