NotíciasPolicia

“Mandaram ficar de joelhos e começaram a chamar de vagabunda”, contou mulher agredida por PM

Powered by Rock Convert

De acordo com a vítima, as agressões duraram pelo menos 30 minutos

A mulher que aparece nas imagens abaixo, vítima de agressão de um policial militar, contou ao Sistema Verdes Mares, na tarde desta segunda-feira (4), como foram os momentos que antecederam o crime no Lagamar. De acordo com o relato da vítima, que não quer ter sua identificação revelada, por temer represálias, ela e o esposo, que também aparece no vídeo, foram surpreendidos pelos PMs.

 

Vídeo incorporado

Diário do Nordeste

@diarioonline

Vídeo flagra agressão de policial militar a mulher no Lagamar; assistahttps://bit.ly/2SbaD7c 

89 pessoas estão falando sobre isso

 

“A gente tinha ido abastecer no posto. Policiais estavam por aqui e tinham acabado a festa do pré-Carnaval. Pararam a gente e mandaram sair do carro. Depois mandaram ficar de joelhos e começaram a chamar de vagabunda. Puxaram meu cabelo e disseram que eu não prestava para nada. Nem nessa festa eu estava. Estava passando. Meu nome é limpo. Todo mundo viu que foi covardia. Eles ficaram agredindo uns 30 minutos e dizendo: isso é para vocês aprenderem a não passar por aqui. Não era para ele ter feito isso, foi uma abordagem totalmente errada”, recordou a mulher.

 

Após as cenas repercutirem nas redes sociais, a Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) se manifestou afirmando lamentar e não compactuar com a ação do policial flagrado. Já a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) se pronunciou afirmando já ter determinado a instauração de investigação preliminar para apurar do fato na seara administrativa.

 

Diário do Nordeste

About Author

Comment here