Microempreendedor encara a crise e abre mais de 23 mil empresas este ano no Ceará

Impacto
Impacto

foto-carolina-monteiro-junta-comercial

 

Mais de 30 mil empresas foram registradas na Junta Comercial do Ceará (Jucec), no primeiro semestre deste ano. Comparado ao mesmo período de 2015, o acréscimo foi de 4,39%, com 29.044 aberturas. Foram 12.653 novos estabelecimentos comerciais, 12.009 aberturas no setor serviços e 4.631 indústrias registradas no Estado.

 

O Microempreendedor Individual anotou 23.222 empresas nos seis primeiros meses deste ano. Comparado ao mesmo período de 2015, houve aumento de 10,84%, com 20.950 aberturas.

 

A presidente da Jucec, Carolina Monteiro, atribui este crescimento, especialmente, ao setor do comércio, por parte de microempreendedores, à crise econômica que o País atravessa “onde empreender passou a ser uma das alternativas para quem foi excluído do mercado”.

 

Sobre fechamentos, foram 13.254 extinções de empresas no primeiro semestre. O setor que mais fechou foi comércio com 6.863 extinções. Em seguida, serviços, com 4.330 fechamentos. A indústria foi o setor que menos fechou empresas, com 1.912.

 

Informações: O Povo

 

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.