EconomiaEducaçãoNotíciasPolítica

Número de engenheiras no mercado brasileiro cresce 42%

Powered by Rock Convert

 

 

Dados do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) revelam que a participação das mulheres nas áreas de exatas mais do que dobrou de 2011 até 2016, no Brasil. Os dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) confirmam e apontam que o número de mulheres engenheiras registradas, por ano, no sistema passou de 13.772, em 2016, para 19.585, em 2018, um crescimento de 42%. Ainda segundo o Confea, o número total de engenheiras ativas no Brasil, hoje, é de 196.372.

 

A presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE), Teodora Ximenes, afirma que o mercado de anos atrás era mais fechado e tinha muita discriminação. A entidade faz questão de destacar esses dados relacionados à mulher, para lembrr que no próximo domingo será o Dia Internacional das Mulheres Engenheiras.

 

“Na minha época de graduação, por exemplo, de uma turma de quarenta alunos, apenas cinco eram mulheres. Hoje, a mulher não está se intimidando. As que têm habilidade em matérias exatas, como a matemática, por exemplo, compete de igual para igual com os homens. Elas estão trabalhando, mostrando suas potencialidades, procurando tomar espaço e enfrentando os desafios”, disse Teodora Ximenes, apontando que atualmente uma grande luta encabeçada pelas engenheiras é pela igualdade salarial. “Infelizmente, em pleno século XXI, ainda ocorrem situações em que homens ganham 25% a mais do que as mulheres que exercem a mesma função”.

 

(Foto – Divulgação)

 

O povo

About Author

Comment here