Operação recolhe cães nas ruas de Granja

admin
admin
Boletim da Secretaria de Saúde de Granja mostra que três casos de Leishmaniose Humana, popularmente conhecida por calazar, foram confirmados no município em 2013 e que dois deles já foram encerrados por cura, enquanto que o outro ainda está em tratamento. Ainda de acordo com o boletim, 60 pessoas receberam atendimento por mordidas de cães no período de janeiro a  julho deste ano. Nenhum caso de raiva humana foi notificado.
Para evitar que a saúde da população seja ameaçada pelas doenças transmitidas pelo cão, a Coordenadoria de Endemias da própria Secretaria iniciou na última segunda-feira(08) uma operação que visa o recolhimento dos animais que perambulam  pelas ruas da cidade. A operação conta com o apoio da carrocinha cedida pela 16ª Cres e se encerrou  hoje(12).
O balanço dos primeiros dias mostram que, até a tarde desta quinta-feira(11), 30 cachorros haviam sido recolhidos pelos Agentes de Endemias e conduzidos para um canil na Secretária de Agricultura e Pesca do município, onde receberam tratamento e tiveram material coletado para exames laboratoriais. Dos animais apreendidos, dois foram resgatados pelos  donos.
De acordo com Caetano Pereira, coordenador de Endemias, para resgatar o cão o dono terá que se dirigir ao Setor de Tributação da prefeitura, onde pegará um boleto para ser quitado na agência bancária. Após o pagamento da multa no valor de R$ 3,60 é que o dono deverá ir ao canil e apresentar o comprovante de quitação do débito para retirar o animal. Ele destacou, ainda, que “será sacrificado aquele animal que apresentar através dos exames alguma patologia considerada grave à saúde humana, enquanto que os que forem considerados sadios ficarão recolhidos à espera dos proprietários e,caso estes não apareçam em um prazo de 10 dias,os animais serão colocados à disposição para doação”.
O coordenador chama à atenção dos donos de cães para não deixarem os animais soltos na rua sob risco dos mesmos contraírem alguma doença e transmitirem para as pessoas através da saliva,patas,fezes e urina.Segundo Pereira,além da raiva e do calazar,o cão pode transmitir várias outras doenças como sarnas, micoses, bronquite, renite alérgica, leptospirose, toxoplasmose, dentre outras.
fonte: folha-granjense
Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.