CamocimGranjaNotíciasPolicia

PISTOLEIRO QUE EXECUTOU GLEYDSON CARVALHO NÃO ESTÁ FORAGIDO, ELE ESTÁ PRESO NA CPPL IV, EM ITAITINGA, DIZ POLÍCIA

Powered by Rock Convert

Pistoleiro foi condenado pela justiça há 27 anos de prisão

 

Enquanto a polícia da região de Camocim e boa parte da polícia do Estado do Ceará concentravam esforços para capturar o pistoleiro Thiago Lemos da Silva, acusado de matar o radialista Gleydson Carvalho, a Polícia Civil de Camocim foi informada recentemente que o “matador” estaria na verdade preso na Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL IV), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza.

 

De acordo com as informações repassadas de um informante da Polícia Civil, Thiago Lemos da Silva, cumpre pena na CPPL IV sob a acusação de crime de sequestro praticado no ano passado no município de Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza. O pistoleiro estava foragido desde o crime praticado contra o radialista, em 2015. De acordo com a Polícia Civil, a informação que o pistoleiro estaria preso na CPPL IV já foi comunicada a justiça camocinense.

 

O crime

 

De acordo com a polícia, no dia 06 de Agosto de 2015, dois homens chegaram na emissora de rádio Liberdade FM em Camocim dizendo que queriam fazer um anúncio e renderam a recepcionista. Em seguida, eles invadiram o estúdio onde Gleydson apresentava um programa, dispararam contra o radialista e fugiram.

 

Segundo testemunhas, na hora do homicídio, a transmissão estava com programação musical. A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Deputado Murilo Aguiar, mas morreu no caminho

 

27 anos de cadeia

 

No dia 10 de Abril deste ano, o Juiz Mikhail de Andrade realizou o julgamento através do Tribunal do Juri que se ocorreu extraordinariamente no Plenário Deputado Murilo Aguiar, na Câmara dos Vereadores de Camocim. O réu Thiago Lemos da Silva estava foragido e foi julgado à revelia, sendo condenado a 27 anos de prisão.

 

Camocim Polícia 24h

About Author

Comment here