Polícia captura os dois suspeitos de matar diretor do Fortaleza

Impacto
Impacto
FORTALEZA, 23 DE ABRIL DE 2018. AV. SANTOS DUMONT. BANCO DO BRASIL. DIRETOR DA BASE DO FORTALEZA ESPORTE CLUBE E MORTO EM SAIDINHA BANCARIA.

 

 

Os dois suspeitos de participarem do latrocínio(roubo seguido de morte) do empresário e diretor do Fortaleza Esporte Clube, Roberto Mamede Studart Soares, foram  capturados   na madrugada desta terça-feira (24). Segundo a Polícia Civil, que investigou o caso através da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), um dos envolvidos é Luis Djacy
Rodrigues de Sousa Júnior, de 23 anos, que já tinha duas passagens por roubo. O outro é um adolescente de 16 anos, que já respondeu por atos infracionais inerentes aos crimes
de roubo, tentativa de roubo e receptação.

 

Conforme o delegado Leonardo Barreto, titular da DHPP, a vítima foi morta após ser alvejada com três tiros disparados pelo adolescente, que tinha Luis Djacy dando cobertura em uma motocicleta. Em depoimento, ambos confessaram participação no latrocínio. “Admitiram a autoria delitiva e deram detalhes da ação criminosa. Eles foram ouvidos, assim como as testemunhas, e as histórias são coincidentes”, afirmou o delegado.

 

O adolescente, autor dos disparos que mataram Roberto Studart, foi capturado em Morada Nova, município localizado na região Jaguaribana, informou a Polícia Civil. Já Luis Djacy foi
preso no bairro José Walter, em Fortaleza, sendo autuado por latrocínio e corrupção de menor. A motocicleta usada na ação criminosa foi apreendida, mas os agentes de segurança ainda não localizaram a arma do crime.

 

 

Investigações

 

Segundo a Políca Civil, os dois foram encontrados após diligências de equipes da DHPP e da Unidade Tático Operacional (UTO), que chegaram à dupla através do trabalho do  departamento de Inteligência da PCCE e de informações de populares.

 

Em coletiva realizada nesta manhã, o secretário da Segurança Pública do Estado, André Costa, destacou o rápido trabalho da polícia e o baixo número de ‘saidinhas bancárias’ no Estado ao longo deste ano: apenas três. “Já estamos chegando em maio e temos esse baixo número. Sabemos que nos anos anteriores eram números maiores. Infelizmente, um cidadão de bem reagiu e morreu”, disse o secretário.

 

Vítima foi morta em “saidinha bancária”

 

Betinho Studart, como era conhecido, era conselheiro e diretor de Esportes Amadores e Olímpicos do Fortaleza. Ele foi morto a tiros durante uma ‘saidinha bancária’ ao sair de uma
agência do Banco do Brasil, no Papicu, na tarde desta segunda-feira (23).

 

Imagens das câmeras de segurança dos estabelecimentos do entorno mostram que, por  volta das 14h30, a vítima saía do banco localizado entre a Avenida Santos Dumont e Rua Júlio Azevedo. Segundos após entrar no carro, um homem, correndo, foi até a direção da vítima e a abordou.

 

A vítima chegou a sair do carro e lutou com o criminoso. Porém, em poucos segundos, foi alvejado com disparos de arma de fogo e cai. Nas imagens, é possível ver um outro homem
vindo em uma moto de cor preta, passando ao lado do corpo e auxiliando na fuga do responsável pelos tiros. Testemunhas disseram ter escutado, pelo menos, quatro disparos.

 

Diário do Nordeste

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.