NotíciasPolicia

Seis irmãos são resgatados de cárcere privado no Dionísio Torres

Powered by Rock Convert

25 DE AGOSTO DE 2017 -FLAGRANTE DE CARCERE PRIVADO NO EDIFICIO NA RUA VISCONDE DE MAUA 2237 NO BAIRRO DIONISIO TORRES O PAI MASSAHARU NOGUEIRA ADACHI MANTINHA A FAMILIA TODA EM CARCEERE A MULHER E SEIS FILHAS O PAI ESTA DE CAMISA VERDE

25 DE AGOSTO DE 2017 -FLAGRANTE DE CARCERE PRIVADO NO EDIFICIO NA RUA VISCONDE DE MAUA 2237 NO BAIRRO DIONISIO TORRES O PAI MASSAHARU NOGUEIRA ADACHI MANTINHA A FAMILIA TODA EM CARCEERE A MULHER E SEIS FILHAS O PAI ESTA DE CAMISA VERDE

 

 

Seis irmãos, sendo três crianças, dois adolescentes e um adulto, foram resgatados de uma situação de cárcere privado, pela Polícia Civil e pelo Conselho Tutelar de Fortaleza, em uma residência na Rua Visconde de Mauá, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, na manhã desta sexta-feira (25).

 

O Diário do Nordeste acompanhou a ação desde o início. Os pais das vítimas, dentre eles um empresário, foram conduzidos à Delegacia.

 

Os órgãos chegaram à família após uma denúncia anônima recebida pela Defensoria Pública na última sexta-feira (18), que entrou com uma ação urgente de medida protetiva para acolhimento institucional dos seis irmãos. O pedido foi acatado pela juíza da 3ª Vara da Infância e Juventude, Mabel Viana Maciel, e o mandado foi cumprido nesta sexta (25).

 

Essas crianças não teriam contato com familiares, amigos ou com o mundo externo” , diz defensora

 

“A gente tem conhecimento de um cárcere privado e abandono intelectual. Essas crianças não teriam contato com familiares, amigos ou com o mundo externo. Não estudam, não frequentam a rede de saúde, não vão à escola, dois deles não têm sequer registro de nascimento civil, há denúncia de que o mais novo teria nascido em um parto dentro da própria residência. É uma situação bastante complicada, que causa perplexidade”, apontou a defensora pública Ana Cristina Teixeira Barreto.

 

Equipes da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e Adolescente (Dececa) e do Conselho Tutelar de Fortaleza entraram no prédio em que a família mora – e que o pai é apontado como o proprietário -, por volta de 9h45, sem reação dos suspeitos. Cerca de 30 minutos depois, os seis irmãos (quatro mulheres e dois homens), de idade entre 4 e 19 anos, foram resgatados.

 

As crianças, os adolescentes e o pai foram levados à Dececa, para prestar depoimento e ser instaurado um inquérito policial. Já a filha de 19 anos e a mãe foram levadas à Delegacia de Defesa da Mulher.

 

Diário do Nordeste

 

About Author

Comment here