Senador do PT quer adiar restrição a novas siglas para 2014

admin
admin

O senador Tião Viana, do PT do Acre, anunciou, nesta segunda-feira, que apresentará uma emenda ao projeto para a nova lei entra em vigência somente em 2014  Lideranças políticas que articulam a criação de novos partidos ganharam um aliado importante na luta para evitar que as siglas tenham menos dinheiro e menos tempo de rádio e televisão. O senador Tião Viana, do PT do Acre, anunciou, nesta segunda-feira, que apresentará uma emenda ao projeto para a nova lei entra em vigência somente em 2014.  Com essa iniciativa, Viana dá fôlego para o surgimento de novos partidos e evita prejuízos para as agremiações que estão sendo articuladas pelos ex-senadores Roberto Freire e Marina Silva e, também, pelo deputado federal Paulinho da Força Sindical.  Freire anunciou a fusão do PPS com o PMN, dando origem ao partido do Movimento Democrático, enquanto Marina tenta criar a Rede Social.  “Temos de ser justos, mexer nas regras do jogo com o jogo em andamento não vale”, destacou Viana.  Eleito pelo Acre, o Estado de Marina Silva, Viana é um amigo fraternal da ex-petista. Considerou “legítimo” o esforço que ela empreende para armar a sua Rede, nova legenda pela qual planeja disputar a Presidência.  A votação do projeto que cria restrições para os novos partidos foi entendida como uma manobra de setores do Governo para evitar o fortalecimento da pré-candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ao Palácio do Planalto em 2014. Marina, que, também, tenta viabilizar um partido para disputar a sucessão presidencial seria diretamente atingida.

http://www.cearaagora.com.br

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.