Notícias

Sobral terá indústria de beneficiamento de tilápia

Powered by Rock Convert

A unidade deverá ser a maior voltada para o beneficiamento de tilápia de todo o Nordeste. A previsão é que a indústria comece as operações processando 300 toneladas mensais de filé

O município de Sobral deverá começar, ainda neste primeiro semestre, as obras da maior indústria de beneficiamento de pescado do Nordeste.

O empreendimento é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Pesca e Aquicultura do Ceará (SPA). A ideia é beneficiar toda a produção de tilápia da região norte do Estado.

 Cícero Emerson Moreira de Oliveira, coordenador de Ordenamento, Registro e Controle da SPA (Corec/CE), diz que a unidade tem previsão de começar as operações realizando o beneficiamento de 300 toneladas mensais de filé de tilápia. A produção do pescado virá dos açudes da região. Uma visita será realizada a esses produtores para ver quais reservatórios poderão fazer parte do programa.

O técnico da SPA não fala sobre a capacidade máxima de beneficiamento da indústria, pois ela está diretamente ligada à capacidade de produção dos viveiros nos açudes, que é afetada diretamente por fatores climáticos, como a seca, que pode reduzir significativamente a produção do pescado.

 Dois terrenos

A área que abrigará a indústria de beneficiamento está localizada no Distrito de Jaibaras. No momento, dois terrenos estão sendo cogitados. A unidade será construída em um terreno entre 2 mil e 3 mil metros quadrados, afirma Oliveira, e deverá gerar de 100 a 500 empregos diretos e indiretos.

 No Ceará, existem aproximadamente 15 indústrias de beneficiamento de pescado (peixes de água doce, água salgada e camarões). Mas a indústria de Sobral será a única a trabalhar, exclusivamente, com o beneficiamento de tilápia.

Biocombustível

As vísceras resultantes do processo de beneficiamento têm destinação assegurada. A Secretaria da Pesca e a Petrobras fecharam acordo para que esse subproduto seja transformado em biocombustível. A Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), vinculada à Secretaria da Ciência Tecnologia e Educação Superior do Estado (Secitece), fornecerá a Máquina Biopeixe, que irá converter 50% das vísceras em gordura para produção de óleo que será transformado em biodiesel.

 A produção de pescado do Ceará hoje é estimada em 160 mil toneladas/mês. Desse total, 30 mil toneladas seriam apenas de tilápia criada em cativeiro nos açudes do Estado.

fonte: http://www.opovo.com.br

About Author

Comment here