Terceira delegacia é metralhada por criminosos no Ceará

Impacto
Impacto

imageMais uma delegacia foi atacada no Ceará. Desta vez, os criminosos metralharam o prédio do 23º Distrito Policial (Conjunto Nova Metrópole), na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Esta foi a terceira delegacia metralhada entre a noite de quintafeira (3) e a madrugada deste sábado (5)

 

>Cinco presos por ataques a ônibus

 

>Ônibus são incendiados

 

De acordo com a Polícia Civil, pelo menos dois homens armados chegaram à frente do Distrito Policial durante a madrugada. Eles sacaram as armas e efetuaram diversos tiros.

 

Os disparos atingiram a porta e as janelas de vidro da unidade policial, que ficaram destruídas. A fachada do prédio também ficou com diversos buracos de bala.

 

imageApós os ataques, os criminosos fugiram sem serem identificados. Apesar do ataque, ninguém ficou ferido.

 

Ataques diversos

 

Na noite da última quinta-feira (3), homens armados de pistola e escopeta atiraram na fachada do 19º DP (Conjunto Esperança), na noite desta quinta-feira (3). A porta de vidro da distrital foi destruída pelos disparos.

 

Horas depois, um grupo metralhou o 27º Distrito Policial, no Henrique Jorge. Uma granada ainda foi arremessada contra a distrital, mas o artefato não explodiu.

 

Além das delegacias, um prédio da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) também foi atacado na quinta-feira, na Avenida Heráclito Graça, no Centro. Dois homens armados efetuaram diversos disparos contra a unidade que abriga os setores da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe) e a Central de Alternativas Penais (CAP). Conforme a Sejus, ninguém ficou ferido.

 

O transporte público também foi alvo da ação dos criminosos. Ao todo, até ontem, oito coletivos haviam sido atacados, oitavo coletivo atacado alguns, inclusive, sendo totalmente incendiados.

 

Investigação A Polícia investiga quem foram os autores dos ataques. A Secretaria da Segurança e Defesa Social (SSPDS) não confirmou se os ataques possuem ligações.

 

Uma reunião com o secretário e o adjunto da SSSPDS, além dos comandantes das polícias Militar e Civil foi realizada na sede da Secretaria, na última sexta-feira (4). O objetivo é estabelecer a linha de atuação para elucidar os fatos.

 

A Secretaria da Segurança comunicou, em nota, que a Polícia trabalha com pelo menos cinco linhas de investigação sobre os ataques nas delegacias, no prédio da Sejus e incêndios nos ônibus.

 

“A Polícia trabalha com várias linhas de investigação sobre os casos. Entre elas, retaliação pela morte de um adolescente que era envolvido com o tráfico, em confronto com o BPRaio; uma tentativa de suborno que foi feita à Polícia para a liberação de um traficante logo após ele ser preso; alegação de maus-tratos em presídios; a remoção de um traficante para um presídio federal; e uma possível retaliação pela discussão de uma Lei sobre o bloqueio de sinal de celular nos perímetros de unidades prisionais. Nenhuma das linhas é descartada”, informou a Pasta em nota.

 

Informações: Diario do Nordeste

 

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.