TRE já indeferiu 33 candidatos e o de Granja não poderia esta fora.

admin
admin

Os julgamentos do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) tiveram início no mês de agosto

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) já indeferiu o registro de 33 candidatos a prefeito e vice-prefeito no Estado, em decorrência da aplicação da Lei da Ficha Limpa. Na noite de ontem, o pleno do TRE negou registro a Fernando Assef e Alexandre Ferreira Gomes, candidatos a prefeito em Boa Viagem e Acaraú, respectivamente.

 Nas sessãoes anteriores, o candidato a prefeito Dalton Lacerda, em Brejo Santo, também teve o registro indeferido porque possuiu condenação por captação ilícita de sufrágio, confirmado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), assim como Francisco Farias Neto, candidato a prefeito em Guaramiranga, que teve condenação pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) por crime de responsabilidade.

Por contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, tiveram os registros indeferidos os candidatos a prefeito José Flávio Morais, em Ipueiras; Paulo César dos Santos, em Amontada; Roberto Barbosa, em Jaguaruana; Wilebaldo Melo, em Mucambo, João Viana de Araújo, em Cedro; Acinésio Bezerra, em General Sampaio; Antônio Monteiro Pedrosa, em Arneiroz; Francisco Magno Magalhães, em Trairi; Raimundo Nonato Barroso, em Tururu; Clementino Campelo, em Palmácia; Francisco Nilson Alves, em Cedro; Francisco das Chagas Alves, em Graça; José Sinval de Carvalho, em Chorozinho; Afonso Cunha, em Jaguaretama; Francisco Iteildo Roque, em Antonina do Norte; Maria Neuma Bezerra, em Piquet Carneiro; Ademar Pinto, em Barroquinha; Hélio Fontenele, em Granja; Edvaldo Almeida, em Jaguaribara; Nilton Ricarte, em Baixio; Carlos Macedo, em Aurora; Cícero André, em Santa Quitéria; José Juvêncio, em Moraújo; e Anilton Pinheiro, em Ibicuitinga. Ariosvaldo Saldanha, em Jaguaretama, teve contas de gestão desaprovadas pela Câmara Municipal e Grijalva Parente, em Ubajara, teve suas contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas da União.

Os candidatos a vice-prefeito Roger Neves, em Marco, e Afonso Cordeiro, em Maranguape, que participam das chapas encabeçadas respectivamente por Ângelo Luís e George Valentim, tiveram o registro indeferido por possuir contas de  gestão desaprovadas pelo TCM.

 O quê

ENTENDA A NOTÍCIA

Nas eleições de 2010, a Lei da Ficha Limpa não pode ser aplicada por conta da legislação eleitoral. Neste pleito, a expectativa é de que o número de indeferimentos cresça por conta da aplicabilidade da lei de origem popular

fonte: http://www.opovo.com.br/app/opovo/radar/2012/09/05/noticiasjornalradar,2913685/tre-ja-indeferiu-33-candidatos.shtml?fb_action_ids=358729754206172&fb_action_types=og.recommends#.UEdFmmKIWR0.facebook

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.