GranjaNotíciasPolítica

VEREADORES DA OPOSIÇÃO SOLICITARAM REAJUSTE DO SALÁRIO E AUMENTO NO NÚMERO DE VAGAS PARA O FUNCIONALISMO MUNICIPAL.

Powered by Rock Convert

A exatamente um ano atrás os vereadores Nicanor Frota Angelim Filho, Francisco Ézio da Silva, Maria Zenaide de Araújo, Pedro Fontenele de Sousa, João José dos Santos e Milton Guilherme Veras, visando a defasagem salarial, solicitaram aumento do salário dos servidores municipais e o acréscimo de 400 vagas no concurso, passando assim de 816 para 1.200 o número de oferta de empregos.
Ainda no Projeto de Indicação nº 47/2011 Indicação enviado ao então prefeito Esmerino Arruda e o vice Hélio Fontenele, os vereadores dos partidos de oposição, solicitaram a contratação de pelo menos 40 médicos e Enfermeiros, tendo em vista a grande carência destes profissionais na área de saúde. No mesmo documento, os vereadores solicitaram também ao prefeito e vice-prefeito Esmerino e Hélio, respectivamente, que fosse enviado à aquela Casa, um Projeto de Lei concedendo aumento linear de 5 % (cinco por cento) a todos o funcionários municipais.
Na mesma oportunidade os vereadores solicitaram a Esmerino e Hélio Fontenele, que fosse enviado à Câmara de Vereadores um Projeto de Lei aumentando para 1.200 a quantidade de vagas oferecidas no concurso, já que no Projeto de Lei elaborado pela Prefeitura disponibilizava apenas 816 vagas.
No mês de outubro de 2011, o Ministério Público Estadual – MPE  impetrou Ação Civil Pública contra a Prefeitura Municipal de Granja solicitando a regularização da situação funcional dos contratados temporários da Prefeitura. Na oportunidade, o então Juiz de Direto de Granja Dr. William Sóstenes, considerando todos os contratados ilegais, deferiu Medida Liminar em favor do Ministério Público Estadual e concedeu o prazo de 6 meses, tempo suficiente para a Prefeitura regularizar a situação funcional de todos os contratados temporários.Passados mais disso sem que o concurso público tivesse sido realizado, o atual prefeito Hélio Fontenele determinou a realização de um Processo Seletivo onde centenas de pessoas se submeteram a entrevista, tendo sido selecionados 816 funcionários, número de vagas ofertadas pela Prefeitura.
Desta forma, mais de quatrocentos servidores municipais foram demitidos, o que não teria ocorrido se o prefeito tivesse atendido o Projeto de Indicação que lhe foi enviado pelos vereadores de oposição, no qual solicitava o aumento de 816 para 1.200 o número de vagas ofertadas.
O que mais está revoltando a população granjense é que no quadro funcional da Prefeitura, o prefeito Hélio Fontenele deixou permanecer dezenas e dezenas de funcionários públicos, que por apadrinhamento político, ganham seus salários sem trabalhar. Muitos deles nem em Granja residem. Moram em outras cidades. São estes os denominados funcionários fantasma.
Infelizmente isso ocorre na Granja!!

About Author

Comments (9)

  1. Profissional de Saúde

    Caro Blogueiro,
    Faltou mencionar q o Veto do art.1 e 8 da Lei nº907/2011 não foi aprovado pela Câmara. Os artigos referiam ao reajuste salarial dos Profissionais Médicos, Enfermeiros e Dentistas e da contratação de uma Universidade e formação de uma Comissão para realização do Concurso Municipal, respectivamente. Acontece que o Prefeito entrou na justiça, alegando inconstitucionalidade, e perdeu. Nós Profissionais de Saúde, Médicos e Enfermeiros estamos com o salário congelado há 10 anos e essa Lei corrigiria parcialmente a injustiça cometida em todos esses anos. Acontece, não sei o porquê, que não estamos recebendo o salário reajustado, já que o veto do prefeito foi derrubado na câmara e na justiça. Será que o Senhor poderia reforçar esse tema, pois o Prefeito ainda não foi sensibilizado. E fica meu questionamento o que está impedindo o Prefeito pagar o Salário já reajustado?

  2. Alexandre Rangel

    Caro profissional da saúde, é mais que justo vocês receberem uma correção dos seus proventos. Acontece que essa radical oposição contra a gestão e contra o povo granjense, tudo transforma em escândalo.
    Tenho certeza que um colaborador bem remunerado produz muito mais e, vive melhor com sua família. O atual prefeito de Granja quer pagar salários dignos aos profissionais da saúde; nunca teve a intenção de pôr ninguém no olho da rua e, nem de paralisar o atendimento à saúde da população. Tudo de ruim implantado em Granja hoje, é culpa desses velhos vereadores e de seus chefes Romeu e Vicente Arruda.
    Em Granja estamos vivenciando a prática de um terrorismo político anárquico. Onde uma minoria da população idiotizada acha que encontrou um salvador da pátria e, outra parte(a maioria) só quer viver em paz com suas famílias e suas culturas.
    Caminhemos para uma eleição municipal com uma certeza, os números de abstenções às urnas devem ser estratosférico. O interesse pela política também deve surpreender.
    Nossa gente é da paz, nossa gente é de centro, nosso povo odeia baixarias e mentiras.
    Respeitem as famílias granjenses!!!!

    • Profissional de Saúde

      Caro Alexandre Rangel,

      Obrigado pela sensibilidade, mas não podemos tapar o sol com a peneira, não estou “politizando” o assunto, mas vc tem de convir q 10 anos não são 10 dias. Muita coisa passou por debaixo da ponte e vejo q não devemos apontar culpados e sim solucionar o problema. Começa primeiramente q a portaria ministerial que suspende os recursos de 4 unidades só perderá o efeito se o Médico trabalhar 40 horas semanais. Agora isso queira ou não queira está relacionado diretamente com o salário. Municípios como Camocim estão com dificuldade de contratarem médico e lá pagam 12.000 enquanto aqui se paga 4.714 reais. Se vermos a diferença é quase 3 vezes mais e estão com dificuldade de contratar. Em relação ao enfermeiro aqui tá pagando 1285 reais, enquanto no Camocim e Barroquinha 3200 reais, também quase 3 vezes mais. Com o reajuste da polêmica lei o médico iria para 7000 e o enfermeiro para 2500, lembrando q mesmo com esse reajuste, iremos ganhar menos q Uruoca, Camocim, Barroquinha e Chaval, por exemplo.

    • Edinardo Magalhães

      ALEXANDRE RANGEL, PENSO NESTE SEU COMENTÁRIO COMO UMA TENTATIVA DE CONTINUAR ALIENANDO A POPULAÇÃO GRANJENSE. QUEM VAI ACREDITAR QUE TUDO DE RUIM EM GRANJA É CULPA DOS VEREADORES E DA OPOSIÇÃO? QUANTOS ANOS FAZ QUE A MISÉRIA CASTIGA O POVO GRANJENSE? CINCO OU CINQUENTA ANOS?
      ANTIGAMENTE ESMERINO ARRUDA REINAVA SOBERANO SEM SER INCOMODADO, E HOJE EXISTE UMA OPOSIÇÃO FISCALIZADORA E FORTE A ALTURA DE COMBATER SEUS DESMANDOS E ESTE FATO INCOMODA MUITA GENTE ENVOLVIDA COM ROUBOS DO DINHEIRO PÚBLICO, MUITO DESTES, ESTÃO APENAS REVOLTADOS POR SAÍREM DA ZONA DE CONFORTO.
      SIM, NOSSA GENTE É DA PAZ, PO ISSO É QUE NÃO MERECE TANTO SOFRIMENTO FRUTO DO DESCASO ADMINISTRATIVO.

  3. Edinardo Magalhães

    Só Deus pra olhar pela população granjense, pois não existe preocupação do poder executivo com o povo, como podemos ver o projeto de solicitação de aumento do salário dos funcionários municipais apaga sua primeira velinha sem nada ter mudado e o dos profissionais da saúde completa dez anos de congelamento; que vergonha essa adm. pública de Granja; que estímulo para trabalhar um profissional tem nesta cidade? que falta de incentivo e respeito.

    • Profissional de Saúde

      Enfatizando q mesmo sendo dado o reajuste proposto no ano passado, os salários ficariam inferiores ao de Camocim, Barroquinha, Uruoca, Chaval. Pedimos o apoio dos senhores Vereadores:Francisco Ezio da Silvaa Silva, Zenaide Araújo, Nicanor, Rosa Helena, Milton Guilherme, Pedro Fontenele e a todos os demais, para reduzirem a diferença entre os salários da região. Recentemente foi cortada o incentivo federal relativo ao PAB-Variável de 4 unidades básicas de saúde. Isso devido ao descumprimento de carga horária, principalmente a do Médico. Mas acontece que dificilmente iremos arranjar médico q irá trabalhar 40 horas com o salário pago ao daqui hoje. Com enfermeiro acontece algo semelhante, sendo q não é a falta desse profissional q é o problema e sim a alta rotatividade. Somando a isso a precarização do emprego é alta, já que a maior parte dos funcionários de nível superior são contratados. Tudo isso dificulta o trabalho na ponta, a população não tem vínculo com o sistema, quando aparece um novo profissional, inicia-se uma nova rotina e ha perda da continuidade. Isso poderia ser solucionado com a desprecarização do vínculo de trabalho e o pagamento de um salário justo. Fica aqui meu desabafo.

  4. Alexandre Rangel deixa de ser Mané quem não sabe o que esse grupo – Esmerino, Carmem, Helio, Jandinha, fizeram. fala ai dos 17 milhões da Carmem e do Helio eles são inocentes ou a CGU tava mentindo tu quer tapar o sol com uma peneira babaca, tu deveria vir mora em Granja aproveita e trás teus filhinhos pra estudar por aqui também. Tu não mora aqui, tu vive de ilusão achando que tudo ta perfeito em Granja acorda Zé ruela a casa caiu e teus chefes vão junto, aliás, até tu vai também. Mas perdão não venha não. Fica por ai mesmo na assembléia babando um e outro que é o que tu sabe fazer. nem teu nome é verdadeiro ALEXANDRE RANGEL cabra mentiroso.
    Lava a boca pra falar de Vicente Arruda, Romeu e dos Vereadores que querem tira esse câncer que tem mais de 40 anos sugando o dinheiro dos Granjense. Mostra ai bixão os projetos que teu deputado bola mucha mandou pra Granja. Granja vive na miséria por causa dessa turma que tu defende. O único cabide de emprego que tem em Granja é a prefeitura. Mostra ai às fabricas que teu ex-prefeito conseguiu pra Granja. Se manca Zé ruela.

  5. È Alexandre. O carlos tem razão. Se vc acha que a Granja tá boa, vem morar aqui pra vc chegar doente no Hospital e não encontrar médicos. Tras teus filho aqui pra chegar a hora da merenda escolar e ele não ter o que comer, assim como centenas de crianças que estudam aqui. Será que os processos que Esmerino, Carmem e Hélio estão respondendo por improbidade adminsitraiva é culpa dos vereadores e do Romeu, ou é a CGU que está mentindo? há! O prefeito quer pagar salários dignos aos médicos? Então pq há 10 anos não dá aumento? Quer fazer justiça? Então pq ele paga aos médicos que residem na Granja apenas 5 mil e paga o dr. Juarezinho 15 mil reais pra ele vir só dois dias na semana e aqinda assim tem um carro alugado pra ir pegá-lo e deixá-lo em Fortaleza?
    Há vc diz que a Granja é de paz. Paz com quem?Com Esmerino?? Vc esqueceu a “pisa” que vc levou em plena Praça do Colégio (quando vc se candidatou a vereador pela oposição) sob a luz do dia que o deixou todo quebrado e com olho rôxo? Isso é paz?!

  6. Alexandre Rangel, o melhor que tens a fazer, é ficar calado, pois só escreves besteiras, ou estás querendo maquiar a triste realidade de Granja imposta por esta administração desastrosa, se é q podemos chamar está porcaria de administração?

Comment here