CidadesEsporteNotíciasPoliciaSaúde

Vídeo flagra briga envolvendo inspetora da polícia em pousada de Jericoacoara

Powered by Rock Convert

Dona da pousada afirma que policial se recusava a cumprir normas sanitárias e queria levar para a piscina da pousada amigos que não estavam hospedados, contrariando as normas do estabelecimento.

[Atualização às 10:03, de 13/10/20] O Sistema Verdes Mares noticiou anteriormente que, conforme um vídeo, a inspetora da Polícia Civil transitava nas áreas comuns da pousada de Jericoacoara sem máscara. A informação correta é que, no vídeo que cirucula nas redes sociais, a policial aparece de máscara.

Câmeras de segurança registraram o momento da briga entre uma inspetora da Polícia Civil e uma funcionária de uma pousada em Jericoacoara, no litoral do Ceará. A confusão aconteceu na noite deste domingo (11), quando a policial foi filmada agredindo uma funcionária da pousada onde estava hospedada.

O vídeo obtido pelo Sistema Verdes Mares mostra a funcionária seguindo a inspetora e filmando a reação dela. Segundo a funcionária, a policial se recusava a cumprir as normas do estabelecimento. Ainda no vídeo, a inspetora vira e começa a agredir a funcionária da pousada, que a filmava. O vídeo também mostra as duas caídas ao chão, trocando agressões.

Conforme a recepcionista Brenda Olímpio, a policial teria tentado fazer uso da piscina acompanhada de pessoas que não estavam hosdepadas no local. Ao ser informada que não era permitido, devido às regras do hotel, ela teria se irritado e começado a gravar os hóspedes do local. A briga ocorreu após a funcionária gravar a policial andando pelo estabelecimento e gravando os outros hóspedes.

Polícia acionada

Segundo a proprietária, no momento em que os militares chegaram ao local e descobriram que a suspeita também era policial, se negaram a atender a ocorrência.

“Os policiais disseram que não iam levar ela na delegacia e eu fui saber o porquê. Me disseram que se quisesse que a gente contratasse um táxi para ir até a delegacia. Ela (funcionária) chorava muito, estava muito machucada e o tenente muito alterado. O policial militar me jogou no chão e me chutou dizendo que não era meu empregado. Ainda pegou meu celular e jogou dentro da viatura. Nos humilhou muito”, afirmou a empresária.

A vítima ainda reclamou por não ter sido acolhida pelos policiais militares e não ter sido auxiliada por eles a fazer o exame de corpo de delito. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a ocorrência vem sendo apurada. 

“Todas as circunstâncias do fato, bem como do atendimento prestado pelos profissionais de segurança acionados até o local são acompanhados pela pasta. Oitivas ocorrerão ainda na nesta segunda-feira (12), na Delegacia Regional de Camocim”, disse a Secretaria.

Por nota, a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) informou ter determinado a imediata apuração dos fatos na seara administrativa disciplinar. A inspetora não atendeu as ligações feitas pela reportagem.

Diário do Nordeste

About Author

Comment here