Camilo é eleito ao Senado com 3,3 milhões de votos e sai das urnas como a maior liderança política do Ceará

Impacto
Impacto

O ex-governador Camilo Santana, eleito senador, neste domingo, com 3.316.800 votos (69,56%) sai das urnas como a maior liderança política do Ceará e cumprirá, nos próximos 25 dias, a importante missão de articular apoios à candidatura de Lula no 2º turno da disputa à Presidência da República.

Adversária de Camilo, a candidata do Avante, Kamila Cardoso, ficou em segundo lugar, com 26,80% dos votos (1.257.820 votos), vindo, em seguida, Erika Amorim (PSD), com 4% – 190.924 votos. Erika recebeu o apoio de Roberto Cláudio e Domingos Filho, enquanto Kamila era aliada ao Capitão Wagner (União Brasil).

Com perfil de diálogo e boa relação com lideranças de diferentes correntes partidárias, Camilo exerceu dois mandatos de governador, deixou o cargo para concorrer ao Senado e conseguiu unir forças, com o apoio do presidenciável Lula, para levar Elmano de Freitas a vencer a eleição ao Governo do Estado no primeiro turno.

Alvo de duros ataques dos adversários Roberto Cláudio (PDT) e Capitão Wagner (União Brasil), Camilo decidiu não responder às agressões com a mesma moeda e disse ter aprendido com o presidenciável Lula que não faria campanha com ódio, nem rancor.

Com essa postura, ampliou apoios à sua candidatura ao Senado e abriu ainda mais espaços para atrair aliados do PDT para o palanque de Elmano de Freitas. Os bons resultados no primeiro turno da eleição levam Camilo Santana a entrar nas articulações para fortalecer a candidatura de Lula no 2º turno da corrida à Presidência da República.

A missão na disputa presidencial o leva, nesta segunda-feira, a participar das primeiras reuniões com o comando nacional da campanha de Lula. Camilo, ao lado de Elmano de Freitas, irá trabalhar, para ampliar a votação do petista no 2º turno contra o presidente Bolsonaro que concorre à reeleição.

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.