Ciro e Eunício lideram pesquisa para o Senado

Impacto
Impacto

 

 

Eunício Oliveira (PMDB) sempre se moveu com base em pesquisas.

 

Entre segunda-feira e quarta-feira da semana passada, de 4 a 6 de dezembro, o PMDB nacional encomendou pesquisa telefônica sobre o Ceará ao Instituto de Pesquisas e Estratégias (IPE), de Brasília.

 

Como toda pesquisa contratada por partidos políticos, os números precisam ser observados com cautela extra. A 10 meses da eleição, o cenário ainda pode mudar tremendamente. A metodologia de pesquisa telefônica é outro fator a ser considerado e demandar cuidado. Porém, mais até que as intenções de voto, a pesquisa serve para entender como as estratégias peemedebistas se movem.

 

A disputa pelo Senado

 

Para o Senado, meta de Eunício para a eleição do ano que vem, Cid Gomes (PDT) lidera, seguido de Eunício. Ano que vem serão duas vagas em disputa e os dois aparecem com pelo menos o triplo das intenções de voto de todos os demais postulantes, tanto para a primeira quanto para a segunda vaga. Além de ambos, as simulações colocam como opções José Pimentel (PT), André Figueiredo (PDT) e Roberto Pessoa (PR).

 

Primeira opção de voto

 

Cid Gomes – 30%

 

Eunício – 24%

 

Pimentel – 7%

 

André Figueiredo – 5%

 

Roberto Pessoa – 3%

 

Branco/nulo – 22%

 

Não sabe ou não respondeu – 8%

 

Segunda opção de voto Eunício – 25% Cid Gomes – 19% André Figueiredo – 6% Pimentel – 6% Roberto Pessoa – 4% Branco/nulo – 29% Não sabe ou não respondeu – 12% Isso de forma alguma significa que a eleição esteja definida. Em 2010, Tasso tinha mais que o dobro das intenções de voto de Eunício e Pimentel e acabou atrás de ambos. Porém, a se considerar que a pesquisa tenha captado o sentimento real do eleitor, na largada, os demais candidatos teriam grande desvantagem para tirar em relação a Cid e Eunício.

 

O Povo

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.