Lupi costura reunificação do PDT no Ceará, mas 9 dos 13 deputados estaduais do partido já estão perto de Elmano

Impacto
Impacto

O presidente da Executiva Nacional do PDT, Carlos Lupi, passou dois dias em Fortaleza discutindo com lideranças estaduais sobre os rumos da sigla no Ceará e decidiu criar um grupo, com a participação do senador Cid Gomes e do ex-prefeito Roberto Cláudio, para apontar se a sigla deve ou não participar do Governo de Elmano de Freitas (PT).

A missão de Carlos Lupi é reunificar o PDT no Ceará, mas, do ponto de vista do relacionamento do partido com a nova administração estadual, a missão do líder pedetista foi atropelada: 9 dos 13 deputados estaduais do PDT já estão com o governador eleito Elmano de Freitas.

BANCADA DIVIDIDA

Quatro nomes da nova bancada do PDT na Assembleia Legislativa são ligados ao ex-prefeito Roberto Cláudio e ao ex-presidenciável Ciro Gomes e esperam a orientação da cúpula estadual sobre o comportamento que deverão adotar em relação ao Governo Elmano.

Esse grupo tem o deputado reeleito Queiroz Filho e três nomes que conquistaram o primeiro mandato – Cláudio Pinho, Antonio Henrique e Lia Ferreira Gomes.

Lia está entre os irmãos Cid, que já apoia Elmano e Camilo, e Ciro, que ainda não se pronunciou sobre a relação do PDT com o novo Governo. O presidente nacional Carlos Lupi apara arestas e tenta, justamente, reunificar o partido e reaproximar os irmãos Ferreira Gomes que saíram divididos da campanha de 2022.

DEPUTADOS BEM PERTO DE ELMANO

Os deputados estaduais Evandro Leitão, Jeová Mota, Romeu Aldigueri, Salmito Filho e Osmar Baquit são os pedetistas mais identificados com o ex-governador e senador eleito Camilo Santana e com o governador eleito Elmano de Freitas. Outros quatro deputados – Guilherme Landim, Marcos Sobreira, Oriel Nunes e Sérgio Aguiar, que estiveram no palanque de Roberto Cláudio, são simpáticos ao Governo de Elmano.

A movimentação de Carlos Lupi tem, também, como preocupação o cenário da disputa pela Prefeitura de Fortaleza. Lupi chegou a se reunir com os vereadores do PDT e destacou, no encontro, a importância da manutenção da Presidência do Legislativo da Capital no cenário eleitoral de 2024.

O PDT lançou o vereador Gardel Rolim que disputa o cargo com o socialista Léo Couto. Léo integrava a base de apoio à administração Sarto, mas, na campanha ao Governo do Estado, subiu no palanque de Elmano de Freitas. A candidatura ao comando da Câmara de Vereadores tem a simpatia do senador eleito Camilo Santana.

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.