Perícia Forense vai investigar incêndio que destruiu o depósito de armamento na sede da Polícia Civil

Impacto
Impacto

pericia-forense-vai-investigar-incendio-no-deposito-de-armas-na-sede-da-policia-civil

 

 

Viatura dos Bombeiros na porta da Delegacia Geral da Polícia Civil na madrugada de hoje

 

Um curto-circuito pode ter sido a causa mais provável de um incêndio que irrompeu, no começo da madrugada desta quarta-feira (26), no quarto andar do prédio-sede da Delegacia Geral da Polícia Civil do Estado do Ceará, localizado na Rua do Rosário, no Centro da Capital.

 

O fogo atingiu unicamente um compartimento, o depósito de armas e munições localizado no quarto andar do edifício da Polícia Civil. Ali estavam guardadas dezenas de caixas de munições de diversos calibres, armas com pistolas, escopetas, metralhadoras, carabinas e fuzis. Também havia coletes à provas de balas, algemas e outros equipamentos de uso dos policiais em operações.  Porém, como era horário fora do expediente, não havia ninguém no depósito nem mesmo naquele pavimento e não houve feridos.

 

Tão logo o fogo começou a se espalhar pela sala, uma coluna de fumaça foi vista por quem passava pelo local. Os policiais que estavam na guarda do prédio acionaram o Corpo de Bombeiros Militar (CBM), que rapidamente chegou no local com duas viaturas.

 

A princípio, os bombeiros tiveram dificuldades de entrar na sala, protegida por uma porta blindada, que teve que ser danificada.  Cerca de uma hora depois, o fogo já estava controlada.

 

O delegado-geral da Instituição, Andrade Júnior, determinou que fosse realizada uma perícia no local e uma avaliação nos danos – perda de material.

 

Informações Ceará News

 

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.