Por que a Copa do Mundo custa tão caro para o Brasil

admin
admin

Por trás do clima festivo em torno da Copa de 2014, um Brasil desorganizado e pouco afeito ao planejamento se preocupa com a conta bilionária que se acumula sobre o megaevento. A festa sairá bem mais cara do que os governos poderiam esperar. De acordo com o primeiro balanço orçamentário da União, feito em 2011, a expectativa era que a organização do Mundial fosse custar R$ 23,6 bilhões. Atualmente, o cálculo está atualizado para R$ 25,5 bilhões, mas o Planalto admite que a despesa pode chegar aos R$ 33 bilhões.  Se as previsões se confirmarem, serão quase R$ 10 bilhões a mais do que a bolada calculada inicialmente, quase tudo pago com dinheiro público. Isso sem contar com o que o País deixará de arrecadar, por causa das isenções fiscais concedidas à Fifa e seus parceiros comerciais. Cálculo da Receita Federal aponta que foram dispensados pelo menos R$ 558,8 milhões em impostos à entidade responsável pela Copa.   Apesar das cifras astronômicas, o Ministério do Esporte sustenta ao O POVO que tudo está dentro do previsto e que cada centavo investido valerá a pena. “Até momento, não houve estouro de orçamento”, afirma a assessoria da pasta.   O problema é que há indícios de que esse custo poderia, sim, ser menor. De acordo com o portal Contas Abertas, a atuação do Tribunal de Contas da União na fiscalização já gerou economia de R$ 600 milhões aos cofres públicos.  Nas próximas páginas, você confere por que a Copa será tão dispendiosa e verifica a situação em Fortaleza.   558 milhões de reais, pelo menos, é o valor das isenções fiscais concedidas à Fifa  33 bilhões de reais é o valor que o governo admite que a Copa no Brasil pode alcançar

http://www.opovo.com.br

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.