Quadra chuvosa: 2016 está entre os dez anos mais secos do Ceará

Impacto
Impacto

imagesO Ceará não só fechou a quadra chuvosa – de fevereiro a maio – abaixo da média, com 329,3 mm de precipitação e desvio negativo de 45,2%, como 2016 entrou na lista dos dez anos mais secos da região desde 1951. Desde 2012, o Estado tem apresentado precipitações abaixo da média histórica, chegando ao quinto ano consecutivo de estiagem.

 
O mês mais crítico do período chuvoso deste ano foi fevereiro, com -55,3%, seguido de abril (-47,8%), maio (-46,6%) e março (-36,2%). A Fundação Cearense de Metereologia e Recursos Hídricos (Funceme) ressalta que, segundo a climatologia, março e abril são os meses mais chuvosos, com média de 203,4 mm e 188 mm, respectivamente, enquanto, em fevereiro, a média mensal para o Ceará é de 118,6 mm. Já maio alcança somente 90,6 mm.

 
Na quadra chuvosa deste ano, a região Jaguaribana foi a macrorregião mais afetada com desvio percentual negativo de 54,5%. O menor desvio registrado ocorreu no Litoral de Pecém, com -25,1%. O Litoral de Fortaleza apresentou desvio de -39,1%.

 


Piores precipitações

 
Desde 1951, o ano de 1958 registrou o pior desvio, com -65,9%. Em seguida, a lista da Funceme tem os anos de 1998 (-59,8%), 1993 (-51,8%), 1951 (-51,1%), 2012 (-49,7%), 2010 (-49,6%), 1983 (-48,8%), 2016 (-45,2%), 2013 (-39,3%) e 1970 (-39%).

 

Informações O povo

 

Share this Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.