Suplente de vereador é morto a tiros de fuzil em Crato, no Ceará

Cidades Notícias Policia Política Saúde

Crime aconteceu no bairro Mirandão

Erasmo Morais, 53, suplente de vereador, foi morto com disparos de fuzil na entrada da própria casa, no Crato (CE), no início da tarde desta terça-feira (7). O crime aconteceu no bairro Mirandão. Dois homens chegaram de carro, efetuaram disparos e fugiram do local. O caso é investigado pela Delegacia Regional do Crato.

O corpo de Erasmo Morais foi levado para ser periciado na unidade da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), em Juazeiro do Norte (CE). 

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS) revelou ainda que o político era policial militar e foi expulso da corporação em 1995. “A SSPDS informa que o homem foi excluído dos quadros da Polícia Militar do Ceará (PMCE), em 1995, por crimes de extorsão e associação criminosa, sendo recolhido posteriormente ao Presídio Militar”, diz a nota.

Carro que suspeitos de matar suplente estariam
Legenda: Conforme a Polícia, um carro branco foi utilizado pelos suspeitos na execução do crimeFoto: Reprodução

O prefeito de Crato, Zé Ailton, informou que o executivo municipal demandou apoio da segurança pública estadual para encontrar os culpados pelo crime.

“Estou solicitando do Secretário de Segurança Pública do Estado do Ceará empenho nas investigações para que as autoridades policiais possam elucidar o mais rápido possível esse bárbaro crime. Que Deus console os amigos e familiares”, declarou Zé Ailton. 

O velório de Erasmo ocorre a partir das 19h desta terça-feira (7), na Assembleia de Deus Comadesma, em Juazeiro do Norte. A cerimônia continua na quarta-feira (8), a partir das 6h, no Centro de Velório Anjo da Guarda, no Crato.

Já o sepultamento ocorre às 17h, no Cemitério Nossa Senhora da Piedade, no Crato.

POLÍTICOS LAMENTAM MORTE DE SUPLENTE

Zé Ailton manifestou pesar em publicação no Instagram. “Lamento profundamente a morte do suplente de Vereador Erasmo Morais, assassinado brutalmente na porta de casa no início da tarde de hoje. Embora militando em campos opostos na política, não poderia deixar de prestar minha solidariedade a sua família, que sofre com a prematura e violenta perca”.

A morte de Erasmo foi lamentada pelo deputado estadual Carmelo Neto, que também é presidente do PL no Ceará. 

“Quero lamentar o trágico assassinato do vereador e pré-candidato pelo PL no município do Crato-CE, Erasmo Morais, que foi morto a tiros de fuzil na presença de seu filhinho ao chegar em sua própria casa. Quero manifestar, além da minha mais profunda revolta, a minha solidariedade aos amigos, eleitores e familiares do vereador Erasmo. Esse crime bárbaro precisa ser elucidado, e pra isso vamos cobrar uma investigação célere e imparcial”, escreveu nas redes sociais.

DN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *